Ecolight Energia Solar

VOCÊ SABIA! JÁ EXISTE TELHAS GERANDO ENERGIA SOLAR

VOCÊ SABIA! JÁ EXISTE TELHAS GERANDO ENERGIA SOLAR

Telhas que geram energia já é realidade entre nós, e já são várias alternativas que temos no mercado para suprir nossa necessidade de energia, de preferência se seja de forma sustentável e não gere poluição.

Uma tecnologia brasileira, da empresa Eternit, já é realidade, são telhas de concreto que produzem energia fotovoltaica e já estão aprovadas pelo Inmetro e já podem ser vendidas no Brasil. A Eternit, fabricante de materiais de construção e responsável pela tecnologia, prevê que sua comercialização tenha início somente a partir do segundo trimestre de 2021.

Foi inserida pequenas placas fotovoltaicas na parte superior das telhas, numa superficie lisa com apenas 36,5 cm por 47,5 cm de tamanho. Cada placa possui 9,16 watts de potência e uma capacidade mensal de produzir 1,15 Quilowatts hora (Kwh) por mês. A empresa afirma que, uma vez instalado, o sistema pode gerar retornos em um período de 3 a 5 anos. Para residências de pequeno porte, são necessárias cerca 150 telhas, para casas de alto padrão, o número quadruplica.

A Tesla tem sido uma das empresas mais ambiciosas do mundo no que diz respeito à tecnologia sustentável. Após desenvolver automóveis superpotentes elétricos e baterias de alta performance, a companhia norte-americana anunciou também a criação de painéis solares que se camuflam ao telhado, como se fossem telhas ou outras coberturas tradicionais.

Há menos de um mês a Tesla, empresa norte-americana que ganhou destaque mundial pela criação de tecnologias sustentáveis, anunciou o lançamento de placas fotovoltaicas que funcionam como telhados e mantêm o mesmo desenho que as coberturas tradicionais. Na última semana, o CEO da companhia, Elon Musk, deixou a novidade ainda melhor, dizendo que os painéis custarão menos do que os telhados comuns, pelo menos nos EUA.

A tecnologia já tinha atraído os olhares dos consumidores e empreendedores pelo fato de ter um design mais harmonioso com os projetos arquitetônicos. As placas criadas pela Tesla não são aplicadas sobre as telhas, como acontece normalmente, o que mantém todo o padrão estético dos edifícios. São as próprias telhas que geram energia. O projeto é o primeiro fruto da união entre a SolarCity, fabricante de painéis solares e instaladora de sistemas, e a Tesla Motors, fabricante de carros elétricos e baterias de armazenamento, as quais também tiveram seus novos modelos revelados.

A estética é realmente o fator mais impressionante nessas placas solares. O empresário apresentou quatro modelos de painéis com diferentes desenhos, que imitam a diversidade das coberturas comuns, com a vantagem de ainda produzir energia limpa.

Além disso, ao anunciar o novo produto que estará disponível em quatro modelos diferentes, Musk ainda garantiu que o sistema é apenas 2% menos eficiente do que os painéis solares tradicionais e é mais durável do que as telha comuns.

“É bastante promissor que um telhado solar irá custar menos do que um telhado comum. Então, a proposta básica deveria ser ‘você gostaria de um telhado que é mais bonito do que os normais, dura, pelo menos, duas vezes mais, custa menos e ainda gera eletricidade limpa? É como perguntar porquê alguém teria qualquer outra coisa”, disse o CEO em anúncio oficial.

A tecnologia foi apresentada pelo próprio fundador da empresa, Elon Musk, como uma opção mais atrativa em termos de design e eficiência energética do que as placas fotovoltaicas tradicionais. Segundo ele, o produto deve estar disponível no mercado já no próximo ano.

As empresas italianas Area industrie ceramiche e REM desenvolveram a “tegola solare”,  uma telha cerâmica com células fotovoltaicas integradas. É uma alternativa sustentável que não atrapalha a estética original das telhas, como acontece muitas vezes com os painéis fotovoltaicos tradicionais, que são grandes e pesados.

Cada telha tem quatro células que transformam a luz solar em energia elétrica, e a fiação fica logo embaixo do telhado. A invenção pode gerar cerca de 3 kW de energia em uma área instalada de 40 m², o que já seria capaz de suprir as necessidades energéticas da residência.

As telhas fotovoltaicas são mais caras do que as placas convencionais, mas sua instalação é feita como a de qualquer outro telhado.

Deixe uma resposta